Arquivo | outubro, 2008

COTIDIANO

30 out

Francamente não entendo
a quem possa interessar
o jeito bem pessoal
como organizo a agenda.

Se vejo que a tristeza vem
ajudo a sua chegada:
leio João Guimarães Rosa.
Acompanho Tatarana
no Grande Sertão, Veredas,
naquele amor impossível,
naquele desespero mudo,
naquela tremida mão,
quase a colher o fruto,
mas sem poder alcançá-lo.
E a dor dilacerante
contida no arrependimento
de não ter falado a tempo
_ um desperdício de vida…

Se estou feliz, transbordante,
ouço música bem alto,
canto, rio, faço bolos,
distribuo chocolates
às crianças dos vizinhos,
dou mil voltas no jardim,Flores 024
conto flores, rego as plantas,
observo beija-flores…
Sou boa pra todo mundo
..e a vida é boa pra mim!

Se acordo a televisão
( e prefiro não fazê-lo)
a dor ocupa meu peito
ao ver tanto descontrole.
O rio de desespero
que corre por sobre o mundo
e corro a fazer poesia,
destilando a agonia
que invade o meu pensamento.
É dor! É tristeza! É pranto!
Não sei como o mundo aguenta
tanto descontentamento.

Às vezes a serenidade,
lenta, vem se aproximando
e me recolho ao sacrário
e ali me quedo, muda,REJANE FOTOS 1 (38)
ou converso só comigo.
Nesta hora o relógio não tem vez.
As horas passam sorrindo…Silêncio…
Com certeza sai poesia!

E assim se passam os dias
plenos de dor e alegria.
E curto cada momento,
sentindo o gosto do azedo,
do amargo e, como convém,
degustando o doce, o ardente,06-10-2008 015
saboreando, com gosto,
o gosto que a Vida tem.

Anúncios

A TARTARUGA

23 out

Pobre pequena tartaruga
Causas-me pena…
Aprisionada
em teu colete blindadoNinja 005
Que tremenda solidão!
Que injusto distanciamento
do mundo.

Será que tens coração?
Parece-me, nada te atinge.
Não te apercebes do frio?
nem do calor?

Não te permites a troca, o conviver,
o afeto, o bem querer…
Ao menor sinal de invasão
te recolhes ao mais profundo
de ti mesma.

Não vês o que não queres ver…
Não ouves o que não te apraz…
No teu espaço próprio
nenhum ser vivo é recebido?
Ninguém ultrapassa
a tua carapaça!

E, se não queres,
também de ti não sais.

Sabes,
não creio seja pena
aquilo que por ti viceja
neste meu coração tão desgastado…

Sabes? Eu tenho inveja!

****************************

Aí está… Qualquer biólogo pode rejeitar o que o poeta enxerga.

Mas “Eu não tenho tribunal”… É assim que vejo, é assim que É.

Quando o poeta sente, ele fala em nome de si mesmo e de quem sente mas não sabe dizer.

Abraços.

Gaia ferida

19 out

Lembrando Caetano

Como quisera ser poeta.
Ter feito a fascinante descoberta:
Vivemos imersos no azul do céu 06-10-2008 101
“que vem até onde os pés tocam a terra”.
Respira a Terra
o azul que a envolve
E, ao espaço,
o azul que inspirou devolve.

Mas, horror,
vê-se ferida a glória
de que é feita a vida.

Vê-se ferida, maltratada,
por mão submissa à liberdade
(liberdade conseguida, mas pouco merecida).

Vê-se maculada
a infinita beleza.

Como ensinar ao ser humano a delicadeza?
Como fazê-lo compreender
o gozo que o contorna?

As cores do arco-íris tocam o chão,
ali apontam o único,o admirável,
o imensurável tesouro
que a luz do Sol revela.

Flores 013Somente os pés,
as mãos e a vontade
podem criar nova mentalidade.
Abrir novo caminho à nova realidade,
permitindo que o verdadeiro céu nos mude
e nos devolva a felicidade.

Aos amigos que cantam “verde que te quero verde”…

A Caetano, ao Gabeira, a tantos que sofrem pelas belezas agredidas…

Milagre

17 out

Divina mão florentina intuiu
a divindade do toque
e o eternizou nas cores
da esplendorosa Sistina

Do toque – Faça-se a Vida!
…a Vida surpreendeu.

Do toque – Surja a Beleza!
…a cerejeira floriu.

Do toque – Que venha o Amor!
…as mãos se entrelaçaram.

Do toque – Que viva o Sonho!
…os olhos se entreabriram.

Do toque – Faça-se a Luz!
…cintilou o Firmamento.

Do toque – Que triunfe a Alegria!
…Milagre: aconteceu Você!

Definitivamente é um milagre cotidiano acontecer em nossas vidas,aquela pessoa, ou aquelas pessoas, que vem trazendo sorrisos sinceros, gestos de gentileza, afagos carinhosos…
melhor ainda se É VOCÊ essa pessoa que faz a vida de alguém mais feliz, mesmo que por alguns momentos.
É tão simples!

Veja o que diz Emily Dickinson:

“Se eu puder evitar que um coração se parta
Não viverei em vão.
Se eu puder suavizar a aflição de uma vida,
Aplacar uma dor,
Ou ajudar um frágil passarinho
passarinho1A retornar ao ninho,
Não viverei em vão.”

Susto

12 out

Passei a manhã inteira
com o mineiro de Itabira.
Preciosa companhia…
Deixei queimar o feijão.
O arroz quase germina
esperando o fogo amigo
que nem foi acionado.

Flores no jardim gemiam
sem água de matar sede.
Vaso na mesa vazio,
olhar de cão desprezado

óculos 001

E eu? Cada vez mais inserida
na mina de ferro e fogo,
no trole desembestado me perdendo em devaneios,
a todo vapor,
sem freios,
viagem predestinada e vivida.

De repente
um rumor inesperado.
A vizinhança assustada
se achegou seguindo o faro da comida incinerada.
Que susto!
Que confusão!
Fui arrancada sem dó
de tão fina companhia.
Tudo saiu do lugar…

Adeus Carlos Drummond de Andrade,
agora eu aqui tão só!
…e sem nada pra almoçar.


Vejam vocês,
Há anos convivo com esta condenação de queimar comidas quando me empenho numa leitura!!!!! Já cheguei a queimar a água onde deveria fazer macarrão… a panela secou e ficou estalando.

AGORA, absurdo dos absurdos, há poucos dias fui, de novo, despertada pela vizinha do apartamento ao lado que sentiu o cheiro da comidinha queimando.

Pasmem!!!!!! Eu estava absurdamente absorta no computador!!!!!

Nunca pensei que isto iria me acontecer!!!! Na estante os livros se mordiam de ciúme. Agora estou tentando me justificar com eles: “Foi um acidente de percurso…Juro que não vai acontecer de novo! ” (Será??????)

Opinião

10 out

Mais uma opinião para provocar reflexão(ou turbulência)

Excerto retirado da revista VIDA SIMPLES(Out.2008)

Haja paciência
………………….
Cerca de 30 anos atrás,o trabalho era hierarquizado,com funções e tarefas bem definidas.
Hoje o trabalho é em equipe, com diversos graus de chefia e prazos cada vez mais rigorosos.
“Embora o treinamento empresarial ensine a ser combativo, pouco fala da reflexão” diz Alexandre Santilli…
Aquele momento mágico de olhar a situação de fora e tentar ver todos os seus aspectos para encontrar a melhor solução.

A falta desse olhar pode gerar ansiedade, tomadas de decisão
meio “tortas”, irritação e impaciência- com o chefe,os colegas e até com a moça que serve o café…

Ritmo próprio

Claro que se a pressão fosse menor, a vida seria mais fácil. Só que, com esse formato de”mais com menos”, é quase impensável parar para refletir, observar o furacão de fora.
Mas não é impossível.”É preciso desenvolver a noção do tempo de resposta,entender como funciona nas pessoas e ter disponibilidade para compreender o que há por trás de cada um”(A.S.).
A relação com o outro(em qualquer nível) requer uma atitude que demanda paciência:o esforço de nos colocarmos no seu lugar para compreender o que se passa com ele e seu tempo de reação.
E essa exigência de paciência também é com você, porque não é fácil desligar a chave geral da correria para viver um momento humanista.
………….”A paciência está ligada ao tempo e ao ritmo de cada um.As pessoas devem prestar atenção porque em geral passam por muitas coisas sem enxergá-las”,afirma a psicóloga Neusa Sauaia….
……A esses estressados, a terapeuta mostra que impaciência é uma forma de autoviolência porque eles não se ouvem para saber o que querem, do que gostam.”Eu os aconselho a criar um mecanismo que lhes permita terem um tempo só para si.Como se tirassem férias de cinco minutos ou meia hora todos os dias.
…………..,o tempo é elemento de peso no aprendizado da paciência.Mas não o tempo que corre no relógio.

O tempo para a vida acontecer é outro. Trata-se do tempo natural, que rege o funcionamento da Terra, do universo………”As pessoas precisam observar mais a natureza e aprender com ela”diz Neusa Sauaia.

“E preciso ler os sinais que a vida traz”(N.S.)……

“Se as pessoas fossem mais espiritualizadas teriam valores mais humanistas”(A.S.)

É preciso estar disponível, de fato, para o outro.Entender o que ele precisa.
Às vezes ele nem solicita muito.Quer desabafar, contar uma história, jogar conversa fora.
Só que as pessoas andam tão impacientes que nem a isso se dispõem. Porém sempre é tempo(ele de novo!) de mudar, experimentar algo diferente: como aprender a ser paciente e perceber a vida acontecendo.

Contração… ou expansão?

9 out

Em todo adulto
há que pulsar

uma infância prolongada
uma adolescência tardia
uma velhice antecipada

para que seja possível
saborear toda a riqueza da vida …

Porque

a Inocência
o Entusiasmo
a Sabedoria

são a pedra de toque
do viver enriquecido.

—————————————————–

Pequeno comentário:

Temo que o sofrimento que esta nova linguagem me provoca venha a acelerar a minha terceira fase do VIVER ENRIQUECIDO.

Quase ótimo estar com vocês!

Dinah