DUAS HORAS DA TARDE

8 abr

Aqui me vou, novamente,
rumo à delegacia.
A canícula não dorme
cozinhando a minha mente.
Nem os cachorros se movem
esparramados no passeio
em sombra insuficiente.
A baba jorra da língua
fazendo poça no chão.

Tadinhos, sofrem tanto
quanto eu…que estou
pagando pena por furto
(mas não fui eu que furtei).

Que é que é isso?!
Agora a delegacia
distribui sopa de graça???
Não! A enorme fila contém
denúncias de vários crimes:
assalto, estupro, morte…
-parece que só um crime
saiu da lista atual:
roubo de galinha viva
de solitário quintal-
De resto, está valendo tudo.

Já há três dias seguidos
eu faço o mesmo percurso.
Quero apenas um documento
que me permita circular
sem risco de confinamento
por estar sem documento.

Ai! Eu preciso me agradar,
recuperar autoestima…
Mas…que roupa bonitinha
na lojinha da esquina!
Pronto! Agora é minha!

Na padaria, um momento.
Preciso comprar presunto
para o lanchinho da noite.
Ora! Optei pelo sorvete…
ele me deixa melhor.
Agora estou feliz…
Ir até à delegacia
não foi tão ruim assim…

PS- Está aí “postado por Bel”, mas foi só uma ajudinha!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: