Tag Archives: Computador

Susto

12 out

Passei a manhã inteira
com o mineiro de Itabira.
Preciosa companhia…
Deixei queimar o feijão.
O arroz quase germina
esperando o fogo amigo
que nem foi acionado.

Flores no jardim gemiam
sem água de matar sede.
Vaso na mesa vazio,
olhar de cão desprezado

óculos 001

E eu? Cada vez mais inserida
na mina de ferro e fogo,
no trole desembestado me perdendo em devaneios,
a todo vapor,
sem freios,
viagem predestinada e vivida.

De repente
um rumor inesperado.
A vizinhança assustada
se achegou seguindo o faro da comida incinerada.
Que susto!
Que confusão!
Fui arrancada sem dó
de tão fina companhia.
Tudo saiu do lugar…

Adeus Carlos Drummond de Andrade,
agora eu aqui tão só!
…e sem nada pra almoçar.


Vejam vocês,
Há anos convivo com esta condenação de queimar comidas quando me empenho numa leitura!!!!! Já cheguei a queimar a água onde deveria fazer macarrão… a panela secou e ficou estalando.

AGORA, absurdo dos absurdos, há poucos dias fui, de novo, despertada pela vizinha do apartamento ao lado que sentiu o cheiro da comidinha queimando.

Pasmem!!!!!! Eu estava absurdamente absorta no computador!!!!!

Nunca pensei que isto iria me acontecer!!!! Na estante os livros se mordiam de ciúme. Agora estou tentando me justificar com eles: “Foi um acidente de percurso…Juro que não vai acontecer de novo! ” (Será??????)