Tag Archives: Renascimento

ÚLTIMO DOMINGO DO ANO!

27 dez
Domingo

Hoje é domingo

Dia do consagrado.

Tudo deveria estar

no lugar mais adequado.


O sorriso no rosto das crianças

dos velhos

e sobretudo dos adultos

– a eles cabe

a responsabilidade

do humor da humanidade.

A comida nas panelas

de todos os lares.

Um cobertor para afastar o frio

na necessidade.

Águas limpidas serenas

correndo em todos os rios

– aí estão para matar as sedes.

As aves voejando em céu de anil

cantando colorindo espaços.

A chuva caindo onde fosse preciso.

Flores espontâneas

em todas as campinas

brisa leve e limpa

fazendo-as dançar.

Deveria haver

campos floridos sim

circundando todas as cidades.

Uma oração em cada pensamento

e a prece sendo

de agradecimento.

Que pena!

As coisas não estão assim!

Melhor então

que a prece seja

pedido de perdão.

Anúncios

João e Maria

19 set

Um verdadeiro furacão passou pelo jardim onde supostamente, e num rasgo de fantasia, costumo encontrar meus leitores ao espalhar meus versos.
Tudo se acabou, as flores e plantas desistiram de lutar contra
uma construção que as contornava.

Atualmente tento a reconstrução.

E convidei João e Maria a fazerem parte do contexto…e aí eles estão.E, para eles, escrevi um recadinho de boas vindas.

JOÃO E MARIA

Eu os resgatei do destino cruel
que os espreitava.
Já não precisam temer…

A brisa e o sol os revestem.
Sem grades, sem escuros,
Veem somente as sombras
desenhadas pelo sol, nas folhas,
ao variar das horas.

O perfume das flores
dá colorido ao ar que respiram
…e os alimenta.
“Hoje eles vivem na minha aldeia comigo…”
Crianças de riso fácil,
gostam de apreciar o céu
que muda de cor do raiar ao raiar do dia seguinte.

Entre os seixos rolados, alvíssimos,
eles brincam com a chuva e o vento
…e sonham…

Sonham que assim será
para todas as crianças, um dia…
Sem abandono
Sem bruxas famintas
Sem caminhos perdidos
Sem a crueldade adulta.

E neste cantinho do jardim, ainda em transformação, quero encontrar o João, a Maria e você…
Talvez livres do sufoco que envolve a nossa realidade, às vezes tão desencantada.